fbpx

Quais as vantagens de viver de aluguel e quantos imóveis devo ter?

7 minutos para ler

Muitos sonham com o momento em que será possível aliar uma boa renda mensal com tempo para se dedicar à família, amigos e hobbys. Viver de aluguel é um dos caminhos para antecipar essa fase, permitindo a conquista da qualidade de vida tão almejada.

Aguardar a aposentadoria, para a maioria da população, não é uma opção. Portanto, os imóveis de aluguel servem justamente como um complemento aos valores recebidos da previdência e ajudam a garantir a segurança financeira durante a velhice. Ou seja, é uma solução que atende a mais de um perfil.

Quer saber mais sobre as vantagens de viver de aluguel? Selecionamos os principais tópicos sobre o tema para que você saiba se esse é o investimento ideal para o seu perfil. Confira!

Quais as melhores opções para viver com tranquilidade?

Nem todos gostam de passar pelo desgaste de construir algo do zero, pois encontram muita burocracia e sofrem com o cansaço gerado pelo relacionamento com a mão de obra. Isso costuma eliminar um dos investimentos que dão o maior retorno, que é a construção para a venda.

Especialmente para o público com mais idade ou que tem uma rotina muito apertada, comprar e manter o imóvel para ter uma renda mensal com os aluguéis soa muito mais vantajoso e garante a tranquilidade buscada. Tal paz é tanto financeira quanto para a rotina, que é bem menos desgastante.

Por outro lado, construir para alugar é uma opção bastante atraente, pois é mais econômica. Isso potencializa o retorno com a locação, que poderá ser superior à média dos investimentos convencionais, algo que justificaria o enfrentamento da burocracia e o eventual cansaço com os profissionais da construção, partindo da premissa que somente se passaria por isso uma vez.

Caso essa seja uma opção para você, uma boa ideia seria o investimento em imóveis compactos, com até 45m², que são os que oferecem o melhor valor de aluguel sobre o investimento feito. Casas e apartamentos maiores são mais atraentes para lucrar com a venda, enquanto os menores custam menos para construir e permitem que o proprietário tenha uma boa renda com a locação.

Nesse caso, por ser uma construção mais barata e que não ocupa todo o terreno, considerando a metragem média dos lotes vendidos no país, o investimento pode ser otimizado com várias unidades. Dessa forma, o proprietário conseguirá multiplicar a renda e ainda amenizar perdas com inadimplentes e com a vacância, pois outros inquilinos manterão a entrada de dinheiro.

Para os mais jovens e aqueles que preferem ou podem esperar, uma boa dica é a compra de imóveis na planta. É o negócio ideal para quem quer ter um segundo imóvel e entrar para o mundo da renda com aluguel, pois o investimento é inferior aos financiamentos convencionais e os projetos são feitos em locais estratégicos, que já contam com boa estrutura e demanda por imóveis.

Qual é a rotina de alguém que vive de aluguel?

Cuidar de imóveis para locação é algo que dá algum trabalho, como lidar com interessados, inquilinos e profissionais da manutenção, como eletricistas, encanadores, serralheiros e marceneiros. Ainda assim, é bem menos moroso que um emprego convencional e bem mais rentável.

Para quem não concilia a atividade com um emprego, trata-se de uma rotina com bastante tempo livre, que permite uma boa convivência com a família e a dedicação a outras atividades consideradas prazerosas, como a leitura e os hobbies que foram deixados de lado em algum momento pela correria do dia a dia.

O proprietário também deve estar preparado para receber algumas solicitações, como as relacionadas a vazamentos e quebra de itens em seu imóvel. Alguns consertos ficarão por conta do dono e não do inquilino, por isso não estranhe se você for chamado para resolver algo justamente na noite de um domingo.

Outro trabalho que você terá está relacionado à cobrança dos aluguéis, pois nem sempre os locatários cumprirão essa obrigação de forma espontânea. Nesse caso, é recomendável que você tenha um advogado de confiança para tomar a frente da negociação caso a inadimplência se mantenha e seja necessária uma medida mais drástica, como o ajuizamento de uma ação de despejo.

Por falar nisso, uma tarefa indispensável para quem quer viver de aluguel é estudar a legislação sobre o tema, para que saiba exatamente quais são os seus direitos e deveres, bem como os do inquilino. Reforce também a sua segurança jurídica por meio de um bom contrato escrito, assinado pelas partes e por duas testemunhas.

Ter esses cuidados ajudará você a garantir uma rotina ainda mais tranquila. Afinal, prevenirá conflitos durante a ocupação do seu imóvel — algo que será feito contratualmente com a delimitação das obrigações de inquilino e locador — para que você não seja solicitado para resolver algo que não seja de sua responsabilidade ou em momentos inoportunos, por exemplo.

Quais são os reflexos patrimoniais?

A compra ou construção de um imóvel para locação é uma forma de incrementar o seu patrimônio. Além da renda gerada mensalmente pelo pagamento dos aluguéis, o imóvel certamente seguirá uma constante valorização no mercado, o que seria suficiente para garantir o retorno sobre o seu investimento.

No cenário ideal, que é o imóvel alugado para um bom inquilino, você passará a contar com uma renda fixa. Os rendimentos com o aluguel, se comparados ao preço para a aquisição do imóvel e o retorno mensal, costumam ser superiores aos investimentos convencionais, especialmente com a taxa SELIC em baixa como atualmente.

Trata-se de uma forma bastante conservadora de auferir renda, pois alia a segurança a um mercado que sempre terá demanda. Mesmo durante as crises econômicas ainda é possível e recomendável investir em imóveis, com boas perspectivas de ganhos, afinal, as pessoas sempre precisarão de um teto para morar.

Quantos imóveis eu preciso para viver de aluguel?

Essa resposta depende da média dos valores pagos na região em que está localizado o seu empreendimento, levando em consideração ainda o custo e o seu padrão de vida. Em locais mais disputados e valorizados, como em bairros nobres, apenas um imóvel é capaz de garantir um bom retorno.

Mas depender de um único apartamento ou casa tem seus contras também, pois se a vacância se estender ou o inquilino deixar de pagar, sua renda será zerada, o que ainda poderá se somar a despesas como o pagamento de condomínio. Por isso é recomendável que você tenha várias unidades, que sejam capazes de cobrir seus gastos mensais, ainda que algum imóvel não esteja gerando renda.

Viver de aluguel é uma das fórmulas que muitos encontram para garantir um futuro mais próspero e tranquilo. Quem faz essa escolha raramente se arrepende e, para entrar nesse ramo, você só precisa dar o primeiro passo, que é comprar ou construir ao menos um imóvel destinado a essa finalidade.

Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário para sabermos o que você acha desse tipo de investimento!

Posts relacionados

Deixe um comentário