fbpx

Planejamento financeiro: o que o casal deve priorizar?

4 minutos para ler

A falta de planejamento financeiro é tida como um dos principais motivos de divórcio. A falta de uma programação financeira na vida a dois gera desentendimentos entre o casal, deixando o relacionamento em uma situação delicada.

Evitar que transtornos como a infidelidade financeira se tornem realidade na sua relação é possível: não deixe que o diálogo sobre dinheiro seja um tabu entre você e o seu parceiro!

Leia este post e veja quais são os pontos mais relevantes para priorizar na vida financeira a dois. Será que é melhor gastar o dinheiro com uma festa de casamento ou na compra de um imóvel para a futura família? Que tal fazer planos para uma viagem romântica?

Ao final da leitura, você saberá como ter uma vida financeira harmônica antes mesmo de subir ao altar. 

Qual a importância do planejamento financeiro?

Você se esforça muito para ganhar seu dinheiro, por isso ele precisa trabalhar para você. Caso você não tenha o comando da sua vida financeira nas suas mãos, corre sérios riscos de acabar se endividando desnecessariamente.

O controle das suas finanças também vai ajudar você a realizar seus objetivos, como fazer aquela viagem dos sonhos ou comprar a moto que você sempre quis.

O que um casal deve priorizar na organização de suas finanças?

Controle os gastos

Você e seu parceiro precisam conversar sobre o quanto ganham e o quanto gastam em suas despesas individuais. Feito isso, vocês devem levantar os custos fixos que terão na vida a dois, como por exemplo a conta de luz e o condomínio.

Agora definam como gerenciar as finanças. Pensem se preferem fazer em conjunto ou definir um dos dois para cuidar disso. Se querem optar por abrir uma conta conjunta ou se cada um será responsável por despesas específicas.

Não existem regras, pois o que funciona para um casal pode ser desastroso para outro. Dialogue abertamente com seu amor e busque um acordo que agrade ambas as partes.

Defina planos de moradia

Vocês precisam saber se são do tipo que preferem optar pela casa própria ou se querem partir para o aluguel. Muitos casais, por falta de dinheiro, precisam começar o casamento locando um imóvel. Outros, por terem recursos no FGTS ou alguma quantia que conseguiram economizar, podem analisar se vale mais a pena ser comprador ou locatário.

O aluguel significa custos com seguro finança, reajustes do valor do contrato, além da insegurança em não conseguir renova-lo.

Quando estudar a decisão de compra de uma propriedade, pense nas taxas com cartório, impostos e taxas de financiamento, caso não tenham o valor total para pagar à vista.         

Planeje sobre filhos

O tamanho da família que vocês pretendem formar influenciará diretamente na efetividade do seu planejamento financeiro. Há casais que até gostariam de ter mais de um filho, mas na hora de colocar na ponta do lápis, as contas não fechariam e eles acabam desistindo desse desejo.

Sendo assim, o melhor caminho é estabelecer qual o desejo de vocês. Claro que nem sempre a realidade sairá conforme o planejado, mas quando se trata da vida financeira do casal, vale a pena ter esse tipo de cautela.

Invista no mercado financeiro

Converse com seu parceiro e defina qual o objetivo do investimento e o prazo para resgate. A renda fixa pode ser uma ótima opção para quem procura baixo risco e previsibilidade de lucro. O Tesouro Direto e títulos que possuem garantia do Fundo Garantidor de Crédito são boas escolhas para investidores conservadores. 

Organizou suas finanças e conseguiu separar uma reserva para investir? Então continue visitando nosso blog e conheça as melhores opções de aplicações financeiras.

Posts relacionados

Deixe um comentário