fbpx

4 dicas para investir de forma segura

6 minutos para ler

Tão importante quanto ganhar dinheiro é fazer ele render. Por isso, muitas pessoas buscam dicas para investir de forma segura, o que mostra um avanço na educação financeira do brasileiro. Com as variações no mercado, pesquisar se torna ainda mais importante, pois a rentabilidade dos investimentos tradicionais — como a poupança — estão em queda livre.

Como a Taxa Básica de Juros (SELIC) está em um patamar considerado baixo, investimentos conservadores de renda fixa se tornaram menos atraentes, o que deixou um vazio para o público que não está tão disposto a assumir riscos. Uma boa alternativa é o mercado imobiliário, que tem crescido exponencialmente com a adesão desse grupo.

Quer saber mais sobre como fazer o seu dinheiro render? Selecionamos as 4 principais dicas para você investir de forma segura. Confira!

Investimento seguro, existe?

A regra é o risco, e quanto maior ele for, maiores serão os rendimentos caso tudo ocorra bem. Para quem não tem disposição para lidar com essa variável, existem os investimentos chamados de conservadores, como a renda fixa, que estão se tornando pouco atraentes em razão da baixa rentabilidade.

Mas para quem está disposto a assumir algum nível de risco, existem outras opções que estão conquistando a preferência daqueles que antes não consideravam fazer outras aplicações que não fossem a já mencionada poupança e a compra de títulos da dívida pública, popularmente conhecido como Tesouro Direto.

Para isso, é necessário um amplo trabalho de pesquisa, para que você opte por empresas sólidas e com credibilidade no mercado. Durante essa fase certamente você conhecerá muitas empresas que oferecerão lucros exorbitantes e com baixo risco, mas saiba que esse tipo de proposta costuma ser fraudulenta.

Muitas vezes o investidor busca aplicar o fruto de uma vida inteira de trabalho, e isso deve ser feito com muita prudência, para que toda e qualquer armadilha seja evitada.

Quando investir em imóveis é considerado investimento?

Esse tipo de investimento é bastante comum e pode ser feito de diversas formas, como com a compra de casas e apartamentos para locação. Mas a regra é simples, quanto maior for o valor de mercado do imóvel, menor será a rentabilidade com o aluguel, que poderá ficar abaixo até mesmo dos já mencionados investimentos de renda fixa, que não estão em seu melhor momento.

Por sinal, é essa a realidade que faz com que muitos vendam seus imóveis e prefiram morar de aluguel, que é pago com os juros dos investimentos e com uma relevante sobra, que pode se juntar à renda mensal ou voltar para a carteira de investimentos e render ainda mais.

Como alternativa, o próprio mercado imobiliário oferece diversas opções, como os Fundos de Investimento Imobiliário (FII). Além de estar em alta, por ser uma alternativa àqueles que estão com baixa rentabilidade, também é considerado um dos mais tradicionais em nosso país.

Mas o investidor deve ter a ciência de que não se trata de um investimento de renda fixa e que há riscos inerentes a ele. Caso uma crise econômica afete de maneira contundente o setor, essa retração se revelará como um prejuízo para você, que sentirá saudades da sua casa, caso tenha vendido para realizar esse tipo de aplicação.

Quais são as principais dicas para investir em imóveis com segurança?

1. Compre imóveis na planta

Quando não há pressa para pegar as chaves da sua casa nova, a compra do imóvel na planta é uma das mais vantajosas e pode se revelar um excelente investimento imobiliário. Apartamentos em locais valorizados podem gerar rendimentos antes mesmo do fim das obras.

Uma possibilidade é você pagar uma pequena porcentagem do valor do imóvel e, em poucos anos, lucrar com o ágio, que é o repasse do financiamento para um comprador, que recompensará muito acima do valor que foi investido por você.

2. Invista em imóveis para locação

Tem se verificado uma tendência de crescimento no número de investidores que adquirem terrenos para a construção de condomínios de kitnets, que são apartamentos com metragem baixa e o custo para a construção de cada unidade é bastante acessível, tanto pelo tamanho quanto pela estrutura em comum.

Esses conjugados ou imóveis de quarto e sala são muito procurados por estudantes, trabalhadores solteiros e casais sem filhos, ou seja, um público bastante vasto. Para se verificar a vantagem desse tipo de negócio, basta você vislumbrar que o aluguel de um imóvel com 2 quartos não custa o dobro de um conjugado ou apartamento de apenas 1 quarto.

É um dos poucos investimentos que podem ser considerados seguros e render bem mais que 1% ao mês, desde que você escolha bem o local no qual elas serão feitas e tenha um bom projeto arquitetônico, para que não haja problemas estruturais, como pouca luz natural ou falta de ventilação, o que afastaria os potenciais inquilinos.

3. Pague à vista por imóveis usados

Não são apenas as novidades que apresentam grande potencial de lucro, pois boas oportunidades surgem de onde menos se espera, como os imóveis já usados. Construções antigas e que têm uma boa estrutura podem se revelar ótimos investimentos, como a locação comercial e o desmembramento em outras pequenas unidades.

O investidor com planejamento financeiro e faro apurado para bons negócios sabe como extrair o melhor desses imóveis e, após a lapidação, vendê-los com uma excelente margem de lucro. A vantagem do pagamento à vista especialmente em imóveis que não são tão disputados é o poder de negociação. Afinal, para receber rapidamente, o vendedor pode reduzir o valor de forma bastante significativa.

4. Valorize o seu investimento

A compra de imóveis, em todos os casos acima, conta com uma vantagem extra, pois além dos rendimentos sobre o investimento, eles se valorizam por si só com o passar do tempo. No caso dos prédios com kitnets, além da renda mensal com os aluguéis, o proprietário também pode vender unidades ou todo o empreendimento por valor bastante superior ao da construção em um momento futuro.

O mercado de imobiliário oferece muitas oportunidades e, ciente das nossas dicas para investir, cabe a você escolher a que melhor se encaixa ao seu perfil e bolso. Sua escolha também deve ser orientada pela razão e não pela emoção. Pondere sobre todos os prós e contras das suas possíveis escolhas e faça o melhor investimento.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe este post em suas redes sociais. Com certeza ele ajudará muitas pessoas das suas listas de contatos!

Posts relacionados

Deixe um comentário